A Intolerância Alimentar consiste em reações não tóxicas, que podem ser causadas por alimentos reconhecidos como estranhos pelo organismo. Também conhecida como alergia tardia, hipersensibilidade alimentar ou alergia tipo III, estas reações são mediadas principalmente por IgG. Os fragmentos proteicos desses alimentos, inflamam a mucosa intestinal, aumentando sua permeabilidade e caindo na circulação. São, então, combatidos pelo sistema imunológico, formando imunocomplexos (Ag-Ac) que podem se depositar em órgãos ou tecidos. Excluindo o alimento da dieta por certo tempo (minimo 90 dias), tratando a mucosa intestinal e recompondo a microflora intestinal o alimento poderá ser reintroduzido à rotina do indivíduo observando sempre a frequência e quantidade. leia mais

A literatura medica atual descreve mais de 150 sinais e sintomas associados a Intolerância Alimentar. Pesquisas mostram que a intolerância alimentar pode estar associada a anticorpos IgG elevados pelo sistema imunológico ao ingerirmos ... leia mais

Novos conhecimentos a respeito da intolerância alimentar mediada por IgG são produzidos diariamente nas universidades e instituições de pesquisa ao redor do mundo. A maioria deste material está em revistas científicas internacionais e a pesquisa “IgG mediated food intolerance” no google acadêmico gera mais de 28.000 resultados.  leia mais

Desenvolvidos e produzidos por Cambridge Nutritional Sciences Ltda. (OMEGA Group-UK), três testes de intolerância alimentar mediada por IgG estão disponíveis atualmente. O Food Detective é um teste simples e específico, que pode ser realizado por profissionais da saúde em consultórios ou laboratórios em apenas 40 minutos. Este teste detecta intolerância contra 59 alimentos, entre eles: Leite e Ovos; Peixes, Crustáceos e Frutos do Mar; Frutas; Grãos e Cerais; Ervas e Especiarias; Carnes; Castanhas e Sementes; e Vegetais. Para casos mais específicos, outros testes estão disponíveis para a detecção de 109 ou até 221 alimentos. mais